16/04/2013

VASCO DA GAMA, Lda

(1939) "Conservas Vasco da Gama, Lda" 
(José António Cabral) 

Nos primeiros dias do século XX, um arrojado capitalista, deliberou fundar uma fábrica de conservas, cujo desenvolvimento se foi notando de ano para ano, até atingir uma reputação notável. Durante alguns anos, a gerência esteve a cargo dos filhos do fundador. 

(1939) A gerência foi confiada aos Srs. Narciso Barroso e António Costa Neiva. 

(1941) A organização industrial passou a denominar-se "Vasco da Gama, Lda.".Uma das explorações importantes conseguida pela empresa, foi o fabrico das próprias latas de conserva, que também foram fornecidas para outras fábricas. Isto resultou num incremento bastante grande, sem que prescindissem da indústria conserveira, por via da elevada reputação dos seus produtos, exportados para Alemanha, Bélgica, Itália, França, Polónia, Áustria, etc. Numa média anual de 60.000 caixas. Além de conservas de sardinhas, exportavam azeite e azeitonas, constituindo estes uma das suas especialidades mais reputadas. 

(1995) Ano de encerramento de actividade. Um dos edifícios foi aproveitado pela indústria de pneus “Foll Pneus”. A falência desta empresa, posteriormente, provocou o abandono do edifício. 

(2013) O património encontra-se devoluto e abandonado.

Sem comentários:

Enviar um comentário